Efeitos sobre odores


EFEITOS DO OZÔNIO
SOBRE ODORES


Os efeitos do ozônio sobre os odores atua basicamente na eliminação de odores desagradáveis e fortalecendo o perfume natural das frutas. O ozônio tem um cheiro característico, mas, apesar disto, ele não mascara o cheiro de uma aplicação. O oxigênio atômico, formado na decomposição do ozônio, oxida, imediatamente, as substâncias causadoras do cheiro como amônia e etileno. A umidade do ar não tem efeito algum sobre o processo de eliminação de odores. Em concentrações muito baixas de ozônio, digamos entre 0,01 e 0,04 ppm, o ar dentro da câmara de refrigeração é fresco e agradável e nenhum mau cheiro é sentido, principalmente em locais de armazenamento de peixes.

É um fato consumado que o odor de frutas aromáticas como os morangos é aumentado na presença de ozônio. É possível que a formação da fragrância e perfumes que dão aos frutos sabores característicos seja ajudada pela presença do ozônio. A esterilização do ar com ozônio, em locais de venda de frutas, impede que o odor dos materiais de embalagem sejam transferidos às frutas, fenômeno freqüentemente observado particularmente, quando caixas de madeira são utilizadas em locais refrigerados, com umidade entre 85% a 90%.


Voltar